Dossiê especial 10 anos da JMPHC: "Atenção Primária à Saúde (APS): longa construção, resistência à destruição"

2020-11-12

Chamada para MANUSCRITOS na Revista JMPHC. Journal of Management and Primary Health Care. Qualis B3

Dossiê especial: "Atenção Primária à Saúde (APS): longa construção, resistência à destruição"

Em dezembro de 2020, a JMPHC. Journal of Management and Primary Health Care entra na adolescência e faz 10 anos existência. Com o chegar da juventude, rebelde e questionadora, a JMPHC comemorará como muito enfrentamento ao cenário conjuntural em que a APS vivencia no Brasil contemporâneo. Por isso, a JMPHC convida pesquisadores, docentes, estudantes de pós-graduação, profissionais dos serviços de saúde e militantes para o Dossiê: "Atenção Primária à Saúde (APS): longa construção, resistência à destruição".

O objetivo deste Dossiê é:

  1. Valorizar lutas, coletivos, mobilizações e movimentos sociais que impedem os retrocessos na saúde pública com foco na Atenção Primária à Saúde;
  2. Analisar os problemas, desafios e possíveis soluções para sobrevivência da APS na conjuntura política atual nas esferas nacional e subnacionais;
  3. Discorrer criticamente sobre as medidas político-econômicas (reformas: trabalhista, administrativa e previdenciária) e técnicas que afetam diretamente a APS (exemplos: novo modelo de “financiamento” da APS, ADASP, Programa Previne Brasil, desincentivos aos NASF, descaracterização e superexploração do trabalho do ACS e ACE etc).
  4. Analisar e relatar como a execução das políticas de saúde (exemplo: saúde bucal, saúde mental, dentre outras) tem apresentado limites de atuação em função da situação da APS nos últimos dois anos;
  5. Relatar experiências sobre como os ‘modelos/arranjos de gestão’, ‘ensino na saúde’ e a ‘interprofissionalidade’ tem ajudado a superar os problemas da APS na conjuntura de desmonte;
  6. Refletir sobre a desconfiguração dos princípios e diretrizes do SUS e suas expressões na APS;
  7. Prospectar caminhos para superação dos problemas da APS na direção da manutenção do seu ethos público, estatal e universal.

Os artigos devem se enquadrar nas seções já previstas na JMPHC que podem ser conferidas nas Diretrizes para Autores.

Trabalharemos com o processo de Fluxo Contínuo da Revista para esta chamada até a data limite de 05 de julho de 2021.

Lembramos que o fluxo de publicação dos artigos aprovados na JMPHC é rolling pass, ou seja, assim que ele é aprovado ele já é publicado.

Pedimos, ainda, que ao submeterem suas contribuições, os autores estejam cientes das REGRAS DE PUBLICAÇÃO da JMPHC (Barra de Ferramentas do site "SOBRE">>"SUMBMISSÕES") descritas no sítio eletrônico: clique aqui

ARTIGOS  QUE NÃO ESTIVEREM NAS NORMAS DA REVISTA SERÃO REJEITADOS.

 

PRÊMIO “Maria Fátima de Sousa” HONRA AO MÉRITO APS

Após o artigo ser publicado, ele passará pela análise de uma comissão julgadora que analisará o mérito para recebimento do Prêmio “Maria Fátima de Sousa” Honra ao Mérito APS.

A homenagem da JMPHC à Profa. Maria Fátima de Sousa vem no sentido de ressaltar sua liderança política e acadêmica na APS no Brasil e no mundo.

Sobre a Homenageada: Mulher, Nordestina e Militante, Profa. Dra. Maria Fátima de Sousa é enfermeira sanitarista, professora da Universidade de Brasília – UnB, implantou o Programa de Agentes Comunitários de Saúde – PACS no Brasil, defensora da saúde pública e do Sistema Único de Saúde – SUS. É Doutora Honoris Causa pela Universidade Federal da Paraíba – UFPB e Pós-doutora pelo Centre de Recherche sur la Communication et la Santé – ComSanté), da Université du Québec à Montréal – UQAM.

Os três melhores artigos publicados serão agraciados com Menção Honrosa ao Mérito aos autores pela contribuição ao desenvolvimento da APS no Brasil.

Data limite para envio: 05 de julho de 2021.

Atenciosamente,

 

Os editores.